Livros recebidos como cortesia da autora Joana Amorim, parceira do Metamorfose Literária


Boa noite leitores, como estão? Aqui o friozinho continua e as noites dos cachoeirenses seguem regadas a muito agasalho e uma boa leitura debaixo da coberta *-* Hoje trago pra vocês um post com resenha dupla, com os livros infantis recebidos como cortesia da autora parceira do Metamorfose Literária, Joana Amorim. De modo a classificar estas resenhas, crio o marcador “Leiturinhas para Miguel e Isabella” (ainda são estrelinhas brilhantes no céu mas, um dia, poderei contar-lhes histórias enquanto ficam deitados em suas camas – para eles e para o papai deles que, certamente, também estará dormindo rsrs)
Espero que gostem ;)
Título: Juarez, o Jacaré
Autora: Joana Amorim
Editora: Autografia Edição e Comunicação Ltda.
Páginas: 34
Ano de Lançamento: 2016
Onde comprar: Editora Autografia

Olá amiguinhos! Lembrem-se: Sempre quando forem ao zoológico ou parque, nunca saia de perto de seus pais. A natureza é linda mas também é muito perigosa! Procurem sempre um adulto para acompanhar vocês e estarão seguros. Até a próxima história!!

Neste livro somos, primeiramente, agraciados pelos lindas ilustrações feitas por Alexandre Pimenta do jacaré mais fofo que uma criança (tá, e uma adulta também *-*) pode imaginar *-* Aí as lembranças dos tempos de infância e os sonhos com tempos futuros são inevitáveis! Sabem aqueles livros infantis que, de um lado tem uma ilustração e, na página seguinte, a continuação da historinha? Este é exatamente assim! Quando eu era criança, meu pai era o contador de histórias oficial de todas as noites – e, por incrível que pareça, umas das minhas preferidas envolvia jacarés – e eu amava *-* Também imaginei meu pai lendo alguns dos livrinhos que costumeiramente lia pra mim e, por fim, vislumbrei a mim mesma no futuro lendo para meus amados pinguinhos de gente *-*.

A história gira em torno de Juarez, um jacaré muito calmo e comilão que mora em um parque florestal, rodeado pela natureza e sendo cuidado bem de pertinho por pessoas capacitadas para tal. Embora pareça sempre contente, Juarez também é carente e precisa de carinho (como salienta a doce menina Mariazinha, uma das visitantes do parque) – este seu lado se deve, ao meu ver, da falta que devia sentir falta de sua vida na África, de onde veio.

Além de nos agraciar com a historinha, a autora adverte a seus pequenos leitores para que, sempre que forem ao zoológico ou parque, não saiam de perto de seus responsáveis, além de alertar para o cuidado que devem ter ao chegar perto de qualquer bichinho: “A natureza é linda, mas também é muito perigosa”.

Título: O Milagre de Clarinha
Autora: Joana Amorim
Editora: Autografia Edição e Comunicação Ltda.
Páginas: 42
Ano de Lançamento: 2015
Onde comprar: Editora Autografia

I N F Â N C I A Sinto falta do ar puro / Do balanço na árvore / Das folhas caindo da amendoeira / De falar errado, de chorar por tudo / Sinto falta dos meus cinco anos / Quando ria de um desenho / Construía bolos de lama / E sonhava com anjos / Sinto falta de um colo paterno / Onde me refugiava / Era só deitar a cabeça e dormir / E não me preocupar com nada / Sinto falta das roupas pequenas / De acreditar em Papai Noel / E no velho do saco / E até das brigas na rua com meus colegas / Sinto falta de acordar cedo / E comprar sorvete na padaria com meu pai / Falta dos apelidos carinhosos / E do pouco que aproveitei do tempo / Mas onde o Senhor estiver pai, que Deus te acompanhe! Joana Amorim

Este livro traz a história da menina Clarinha, apaixonada por brincar no parquinho enquanto sua mãe fica tomando conta dela. Em uma das rotineiras visitas ao parquinho, a mãe de Clarinha acaba se distraindo conversando com amigos e, neste instante, um homem desconhecido e muito mal-intencionado se aproxima da menina. Ela, inocente, aceita o sorvete oferecido pelo homem, o qual se aproveita da fragilidade de Clarinha e a leva pra longe de sua mãe.

Nos dias seguintes, Clarinha se vê obrigada a trabalhar pedindo dinheiro aos motoristas para sustentar seu raptor – sob ameaças constantes de não receber comida. Enquanto mantida no local designado pelo homem, Clarinha conhece outras crianças, também sequestradas por ele e tão assustados quanto ela.

Este livro nos traz uma séria e importantíssima questão: o sequestro infantil. É uma leitura super recomendada para crianças, mas, principalmente, em uma leitura conjunta entre pais/responsáveis e filhos, sendo uma ótima oportunidade para os pais abordarem este assunto com seus pimpolhos e os instruírem a como agir perante estranhos – o que também me remeteu à minha infância, com os constantes avisos de minha mãe para que eu não aceitasse nada de estranhos e que nunca saísse de perto dela.

O Mistério de Clarinha também é repleto de lindas ilustrações assinadas também por Alexandre Pimenta, além de possuir uma linguagem simples e típica de livros infantis. Assim como fez em Juarez, o Jacaré, Joana salienta para o cuidado que as crianças precisam ter ao lidar com aquilo (e, principalmente, aqueles) que desconhecem.


São duas leituras gostosas e super indicadas para lerem com seus filhos, ou pensando neles *-*
Beijos :*

Joana Amorim Nascida no Rio de Janeiro em 20 de maio de 1977, Joana Amorim é escritora, compositora e cantora, tendo como livros publicados são: "Coisas do Coração" pela Autografia editora, "Coisas do coração" pela Corpos editora (Poesiafaclube) na cidade do Porto em Portugal, "O Milagre de Clarinha", Peça de teatro: "Príncipe ou Sapo?", compartilhando sua experiência de vida de como reconhecer um homem pelo seu caráter e sensibilidade e não só pela sua beleza estética. Como ela sempre diz: "Que venha a paixão, seja ela como for". É mãe de dois filhos, apaixonada por música, uma em especial de sua composição que é a música "Através do Tempo". Filha de Daria Leiroz e Juarez Amorim, participou da Bienal do Livro 2015. Criadora do projeto "Joana Amorim lendo na sua escola" (Leitura infantil nas escolas) e "Viva a Poesia" (Leitura de poesia nas escolas). Adora receber cartas e escreve sempre com uma caneca de café do lado, sua bebida preferida, e anda sempre com lápis e seu caderno de elástico anotando tudo que lhe vem à mente em qualquer lugar.


2 Comentários

  1. Oi Patricia
    Que belas mensagens esses livros trazem!
    Confesso ter ficado muito impressionado com a temática abordada em O Milagre de Clarinha, definitivamente é uma leitura super válida para o enriquecimento e aprendizado das crianças. Tenho certeza que a linguagem é de fácil entendimento e de uma maneira que não choca, mas ensina.
    Gostei bastante de ver esse tipo de literatura resenhado aqui no blog. Essa diversidade é maravilhosa!
    Parabéns pelas resenhas.
    Bjs

    https://peregrinodanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bruno!! Sim, são mensagens maravilhosas para serem abordadas com nossas crianças *-* Exatamente, uma oportunidade muito rica de aprendizado!
      Muito obrigada *-----*

      Excluir